Análises Editorial

Análise: Dr. Stone – Stone Wars

©TOHO Animation/Riichiro Inagaki

Doctor Stone voltou e já foi! Sim, a temporada já acabou e eu fiquei surpreso dessa vez. Na primeira temporada, fechamos dois arcos inteiros, já nessa, foram apenas as Stone Wars. Que é basicamente um único arco com sub arcos.

De qualquer forma, vamos falar dessa obra formosa. Temporada boa? Ruim? Regular? Já adianto que me impressionei por algumas coisas e por outras não. Boa parte é culpa de ter lido o mangá. Mas, chega de enrolação, vamos logo para a análise!

Sinopse
©TOHO Animation/Riichiro Inagaki

Tsukasa descobre que Senku está vivo, sendo assim, seu oponente e maior ameaça para a reconstrução do mundo a sua maneira, ainda existe. Com isso, Senku também tem o dever, como chefe da vila, de defender o Vilarejo Ishigami dos ataques de Tsukasa.

Diversas invenções, como o miojo, chapas de carbono, automóveis, telefones e afins foram feitas somente para essa batalha. Sub arcos como o da comida congelada, a captura de Chrome, Steam Gorilla, o reencontro, a batalha e o sono gélido podem ser encontrados aqui.

Opiniões gerais
©TOHO Animation/Riichiro Inagaki

Então, como diria Jack, o Estripador: “vamos por partes”.

No começo da temporada, senti como se mal tivesse saído da primeira. Isso me deu a impressão de que a primeira temporada terminou no dia anterior. Isso é ruim? Com certeza não; muitas continuações são tediosas e muitos fãs as abandonam por conta disso. Mas Dr. Stone deu-lhe um pé na porta e disse: “partiu evoluir a humanidade!” e eu simplesmente adorei.

Todos os sub arcos são interessantes? O da comida instantânea é, mas se provou um tanto inútil. Sabemos que eles comeram, mas em nenhum momento tivemos prova do que foi ingerido. No fim, só serviu para convencer o ex império do Tsukasa de que eles tinham rango. De resto, achei a evolução do Steam Gorilla muito chata. No mangá tem o mesmo fluxo, mas algumas coisas poderiam ter sido cortadas dali. Os “amortecedores” e proteção poderiam manter, mas alguns testes foram pura encheção de linguiça.

“Mas e os personagens novos?” Se aquieta Charmander, tamo chegando lá agora. Todos os personagens novos são únicos e interessantes? Não! Temos exceções, mas alguns são mais do mesmo. Personagens como Ukyou e Nikki são extremamente interessantes, pois tem seus próprios conceitos e ideais. Então, temos a jornalista, vulgo fan service ambulante. O policial? Alívio cômico. Tem a Homura, vulgo pau mandado. E por último, mas não menos importante, do figurante 0 ao 10.000.000.000! Sinceramente, é muito figurante.

Conclusão
©TOHO Animation/Riichiro Inagaki

Satisfatória. A temporada foi extremamente curta e isso me decepcionou. Sendo bem sincero, foi divertido? Foi; mas foi curta. O começo da temporada me prendeu, então virou um tédio novamente, aí acabei desanimando um pouco. Logo em seguida, ficou bom de novo e foi o que me fez terminar de ver.

Ao término da batalha final, você quer mais, entretanto, só se sabe que na próxima temporada teremos o Perseu, é toda a informação que temos até então. Perseu é o nome do navio e já adianto que é um navio grande.

Veja mais análises!
Visite os nossos parceiros! Nerd Sem ÓculosAnimeverso e Blog LD.

Posts relacionados

Kimetsu no Yaiba: um pouco sobre a Respiração do Sol

Ingrid Raisa

Monogatari: um pouco sobre Hitagi Senjougahara

Marcelo Almeida

Me Apaixonei pela Vilã: um pouco sobre a nova light novel da NewPop

Bruno Valentim
error: O conteúdo está protegido !!