Editorial Recomendações

Anicafé indica: Sousou no Frieren

©Shounen Sunday/Yamada Kanehito/Abe Tsukasa

O tempo pode ser uma coisa complicada de se lidar. Para alguns ele pode passar rápido demais, enquanto que para outros o mundo pode andar em um ritmo quase parando. Sousou no Frieren vem como uma ideia bem voltada para esse grande dilema da vida humana, e de como podemos estar deixando de viver cada momento da vida por considerá-la desnecessária.

Uma jornada que começa pelo final

Sousou no Frieren conta a história de Frieren, uma elfa que fazia parte do grupo de heróis que derrotou o terrível Rei Demônio.

Depois de trazer a paz para o mundo, o grupo se desfez, prometendo se reencontrar em algum momento no futuro.

Entretanto, para a surpresa de Frieren, os seus companheiros de equipe envelheceram muito, enquanto ela permaneceu a mesma — graças a particularidade da sua raça.

Percebendo o quão efêmera é a vida humana em comparação ao seu tempo de vida, Frieren tem um choque de realidade; arrependendo-se de não ter conhecido melhor seus companheiros de equipe.

A partir de então, ela parte para uma nova jornada, acompanhada de uma aprendiz confiada a ela por um de seus amigos e de uma nova motivação em aprender mais sobre o mundo.

O preço de uma vida longa

Como é possível imaginar pela sinopse, Sousou no Frieren trabalha bastante com a reflexão criada por Frieren ao ver um de seus companheiros morrer por velhice, sendo que, na visão dela, eles tinham se separado por pouco tempo.

Essa abordagem existencialista que o mangá tem é muito bem trabalhada, porque não se torna aquele tema maçante e filosófico, como uma aula que você não quer assistir, mas também não é sem importância.

A jornada que Frieren faz pelo mundo da obra está o tempo todo a lembrado de como a vida humana é curta em comparação a dos elfos, e de como ela deixou muita coisa para trás por não ter aproveitado o tempo com seus companheiros de equipe.

São diversos reflexos ao longo do caminho, que podem até não parecer profundos em um primeiro momento, mas que te fazem pensar em como o tempo passa e você nem nota.

Outra coisa muito legal de se observar no mangá é como o tempo causa mudanças em tudo, mesmo que não percebamos.

Um exemplo bem simples é a própria tecnologia – que, no caso da obra, é magia. O que ontem parecia impossível de se fazer, hoje é encontrado em qualquer lugar, mostrando que o mundo está sempre em movimento e evoluindo, mesmo que nós não estejamos acompanhando.

Uma fantasia clássica

Por mais que toda a batalha contra o Rei Demônio já tenha sido resolvida, Sousou no Frieren não peca em nada como uma fantasia.

As diferentes aventuras de Frieren estão sempre trazendo criaturas, magias, personagens e cidades interessantes, além de o próprio clima da obra transmitir bem esse sentimento de aventura.

São coisas simples, quase do dia a dia da personagem, mas que constroem um mundo bem completo e cheio de informações para se absorver.

O caminho vale bem mais do que o ponto de chegada

Por fim, e não menos importante, uma coisa que me agradou muito no mangá é como ele te mostra que o meio pode ser mais importante do que o fim.

A história já começa no final. Você vai relembrando junto da personagem tudo o que ela passou, e aprendendo com ela deixou de aproveitar muitas outras coisas no caminho.

A adição da aprendiz também é muito importante nisso, porque cria um ponto de tensão que não tem como não ficar angustiado acompanhando.

A cada capítulo o tempo passa e a garotinha vai tornando-se mais velha, chegando ao ponto de virar uma mulher, enquanto que a Frieren continua a mesma.

Não é difícil imaginar onde tudo isso leva, já que o mangá quer justamente mostrar como Frieren sofre por viver ao lado de pessoas tão efêmeras.

Esse tom depressivo é muito bem dosado dentro da história, e te faz ficar com aquele misto de reflexão e contemplação. Ao mesmo tempo, é triste imaginar que as duas vão se separar, porém, a jornada que elas criam faz tudo valer a pena.

Considerações finais

Sousou no Frieren é uma ótima leitura para quem gosta de uma boa fantasia com um conteúdo mais elaborado.

Os capítulos conseguem pontuar bem as ideias que querem mostrar e a jornada da Frieren é tanto divertida, quanto interessante; recompensando-te bastante por acompanhar.

Descubra mais recomendações de nossa equipe.
Visite os nossos parceiros! Nerd Sem ÓculosAnimeverso, Blog LD e Katsudon – Blog e Podcast

Posts relacionados

Meu Amigo Totoro: os laços entre Totoro e as irmãs Mei e Satsuki

Wilson

Dead Dead Demon’s Dededede Destruction: conheça um pouco mais

Marcelo Almeida

7 personagens de anime que seriam ótimos em um BBB

Wilson
error: O conteúdo está protegido !!