Blog Editorial

Conhecendo mais sobre Utawarerumono

©Leaf/AQUAPLUS/Leaf Co. AQUAPLUS

O ano de 2021 foi repleto de anúncios e lançamentos para as mais diversas mídias, e para as produções nipônicas não foi diferente. Depois de muito tempo, voltando das cinzas, seguindo o anúncio feito há anos atrás, finalmente receberemos o anime que encerrará a trilogia de Utawarerumono.

No ano de 2022, a obra receberá adaptação em anime de Futari no Hakuowlo, ou Mask of Truth, adaptação do terceiro jogo da série que encerrará sua jornada.

Hoje iremos apresentar para você, caro leitor, um pouco mais sobre essa franquia maravilhosa, mas bem pouco conhecida aqui nas nossas terras brasileiras.

Sobre a obra

A sinopse de Utawarerumono (abreviando aqui para Uta), sem a presença de spoilers, é difícil. Além disso, a história é pouco linear, o que dificulta ainda mais, já que a obra tenta tratar muito mais da vida dos personagens e suas relações do que realmente uma história muito maior, embora isso ainda exista.

A história da primeira série começa quando um homem sem memórias é resgatado por uma garota chamada Eruruu, que por alguma razão possui, assim como todos os residentes do planeta, características de animais, como cauda e orelhas peludas.

Após acordar, a única coisa que o homem possui é uma estranha máscara de osso que não podia ser removida de seu rosto. Adotando o nome de Hakuowlo, ele agora tentará ajudar a vila que o acolheu, enquanto passa por um caminho de matança, guerras e sonhos.

Sobre os animes e os jogos
©OLM/Leaf Co. AQUAPLUS

Como dito anteriormente, Utawarerumono é originalmente uma franquia de jogos de RPG tático, lançada em 2002 pela Leaf, empresa responsável por outros títulos de sucesso no Japão, como To Heart.

O primeiro jogo, com remake lançado em 2021 sob o subtítulo de Prelude to the Fallen, recebeu adaptação para anime em 2006, pelo estúdio OLM, mesmo estúdio de Pokémon, Berserk (97) e o mais recente Komi-san.

A adaptação persistiu fiel a seu original, buscando entregar uma história mais linear retirando parte do slice of life presente na obra. Posteriormente, os pequenos arcos cortados foram lançados em OVAs por blu-ray.

Além disso, para a época, o anime teve uma animação até que muito boa, corroborada pela direção de Tomoki Kobayashi, que já trabalhou em Steins;Gate e Akame ga Kill.

Mask of Deception

Em 2015, ocorreu o lançamento da sequência de Prelude, Mask of Deception, que recebeu uma nova produção e melhorias visíveis em sua gameplay. O jogo foi muito bem recebido, principalmente por continuar a história de seu antecessor de uma forma épica e grandiosa, sem perder o espírito da série.

No mesmo ano, o estúdio White Fox (Steins;Gate e Re:Zero) trouxe uma adaptação para o público. A adaptação recebeu a direção de Keitarou Motonaga, conhecido por Date a Live e School Days.

©White Fox/Leaf Co. AQUAPLUS

Nessa nova história, acompanhamos nossos novos protagonistas: Haku, um homem encontrado no meio do nada, sem memórias de quem é, porque o mundo está diferente e o que estava fazendo ali; e Kuon, uma residente normal daquele mundo que tem alguma conexão com a história anterior.

Diferente do primeiro anime, a série de Mask of Deception traz uma abordagem um pouco diferente.

Isto é, a equipe de direção, ou talvez os produtores, buscaram fazer algo mais voltado para fanservice aos jogadores que já experimentaram o original antes. Trazendo foco nas cenas de ação, algumas delas completamente inéditas e muito bem animadas, dando uma pequena exagerada no ecchi aqui e ali.

Além disso, infelizmente, a adaptação deixou de fora alguns pontos a mais da narrativa original.

Conclusão e expectativas
©White Fox/Leaf Co. AQUAPLUS

O anúncio do anime de Utawarerumono adaptando o último jogo da série foi uma enorme surpresa aos fãs. Tendo em vista que, por conta da morte de dois dos maiores pilares da franquia, Keiji Fujiwara, seiyuu do Haku, e o compositor das músicas, Michio Kinugasa, as esperanças para essa adaptação estavam extintas.

Entretanto, com o aniversário de 20 anos a AQUAPLUS seguiu em frente, anunciando que já em 2022 receberemos o tão aguardado lançamento.

O anime de Mask of Truth parece que irá seguir a mesma linha de seu antecessor, focando mais no fanservice de cenas específicas para os que já jogaram anteriormente, fazendo uma boa homenagem para os fãs.

Assim, para você que veio ler esse texto sem saber nada da série, busque dar uma chance à obra. Tente conhecê-la através de seu primeiro anime ou direto por seus jogos, todos disponíveis na Steam ou para PS4. Com certeza é o tipo de fantasia única que conseguirá com certeza te encantar.

Veja mais recomendações.
Visite os nossos parceiros! Nerd Sem ÓculosAnimeverso e Blog LD

Posts relacionados

Shuumatsu no Valkyrie: mais do que apenas um Ragnarok

Bruno Valentim

Solo Leveling: Conheça mais sobre Sung Jin Woo

Ingrid Raisa

Demon Slayer: um pouco sobre os Hashira

Matheus Boruto
error: O conteúdo está protegido !!