Animação Editorial Especiais Indústria

Entrevista: Produtor de Animação de Kaguya-sama — Yūichirō Kikuchi [EXCLUSIVO]

©A-1 Pictures/Aka Akasaka

É com muito prazer que a equipe Anicafé traz para vocês, caros leitores, uma entrevista exclusiva com o produtor de animação Yūichirō Kikuchi (菊池 雄一郎). Ele esteve envolvido na produção de Kaguya-sama: Love is War, The Asterisk War, Warlords of Sigrdrifa, dentre outras.

É nossa primeira entrevista e estamos muito orgulhosos. Aliás, vem mais coisa exclusiva por aí em breve. Por hora, gostaria de agradecer ao Nomichi que nos auxiliou na montagem dessa pauta. Sem muita enrolação, vamos nessa!

Pauta por: Breno Santos, Jacó Neto, Nomichi e Pedro Guaraná
Tradução: Jacó Neto
Edição final: Breno Santos

Entrevista

1. Sr. Kikuchi, primeiramente, muito obrigado por ter aceitado ao nosso convite. É uma honra! Por favor, se apresente para os nossos leitores.

Kikuchi: Eu sou Yuichiro Kikuchi, e sou produtor de animação do estúdio A-1 Pictures. Eu já trabalhei em The Asterisk War, Black Butler, Record of Grancrest War, Kaguya-sama, Warlords of Sigrdrifa e por aí vai.

2. A área de produção era o seu objetivo desde o início? Como foi o caminho até aqui?

Kikuchi: Eu adentrei nessa carreira sem conhecimento prévio sobre animação. Na época, eu pensei que um trabalho normal não me satisfaria. Eu estava curioso para saber o que eu poderia mudar no mundo se eu trabalhasse em uma área criativa, e foi essa curiosidade que me guiou até aqui. É possível se associar a vários projetos através desse trabalho, e isso me manteve motivado. Não foi um caminho fácil, mas as reações positivas dos fãs me dão energia.

3. Como é o processo de seleção dos animadores? Você tem algum método especial para localizar os novos talentos da indústria? 

Kikuchi: Ao julgar o talento de um animador, eu não me atento apenas às habilidades de desenho, mas também as abordagens em atuação e aos layouts em seus cortes. Eu presto mais atenção em animações-chave que deixem claro as singularidades de um animador. 

Artistas talentosos respondem às nossas ordens com ideias fantásticas, entregando algo além do que a gente esperava. Quando eu me deparo com esse tipo de animação, começo a pensar em levar a pessoa para diferentes setores da produção.

4. Na primeira temporada de Kaguya-sama, você foi creditado como Production Desk (制作デスク). Já na segunda temporada, seu cargo apareceu como Animation Producer ( ア ニ メ ー シ ョ ン プ ロ デ ュ ー サ ー). Poderia nos explicar quais são as diferenças e as dificuldades dessas duas funções? 

Kikuchi: A função de Production Desk (制作デスク) tem um papel primordial em gerenciar a produção de uma animação. A pessoa que está exercendo a função é responsável por selecionar staffs e tomar ações para resolver problemas dentro do fluxo de trabalho. É possível falar que o trabalho de Production Desk afeta a qualidade como um todo do projeto.

Já o Produtor de Animação (アニメーションプロデューサー) é responsável por selecionar as staffs principais do projeto, e decide onde usar os recursos. Ele basicamente decide as metas de qualidade e objetivos do projeto. O AniPro deve controlar os recursos (mão de obra, tempo, dinheiro) para os criadores poderem atuar da melhor forma possível.

5. Oono Nichika (大野 仁愛) fez storyboards muito bons para os encerramentos de Kaguya-sama e de Warlords of Sigrdrifa. Além disso, ela foi Unit Director em ambos os projetos e foi a primeira vez dela nessa função. Como foi o processo para recrutá-la? Você já sabia sobre suas habilidades desde o começo? 

Kikuchi: Oono Nichika (大野仁愛) é uma animadora bastante talentosa. Quando Oono trabalha em uma animação-chave, ela sempre entrega uma qualidade muito maior do que foi requerido a ela pelo storyboard. Então eu fiquei curioso: “o que aconteceria se Oono utilizasse suas habilidades para elaborar um filme curto?”.

Foi por isso que eu recrutei ela como storyboarder e diretora da ending. Oono é especialmente talentosa em criar visuais que conseguem tocar o coração das pessoas. Eu acho que fomos capazes de provar isso com essas duas endings.

6. Kaguya-sama foi um sucesso não apenas no Japão como no mundo todo. O que você mais gostou durante a produção da série? Foi um cronograma confortável? 

Kikuchi: Eu gostei especialmente de fazer as cenas de comédia. Ao trabalhar em cenas de comédia, os animadores pensam em como fazer os fãs rirem, e animam personagens com várias atuações e expressões. Assim como os fãs, eu também acho graça supervisionando os animadores nesse processo. O cronograma de Kaguya-sama é relativamente confortável sim. É raro ver equipes se divertindo tanto assim em uma produção de animação.

7. Nós vimos que você é o Produtor de Animação de Visual Prision. O que podemos esperar dessa obra que vem por aí? 

Kikuchi: O principal tema desse anime é música. Eu espero que possamos prover para vocês músicas e visuais poderosos que façam os fãs pularem de êxtase.

8. Quais são as metas de carreira que você ainda pretende alcançar? 

Kikuchi: Eu quero continuar criando animes que façam os jovens falarem “aquele anime mudou a minha vida!”. Eu gostaria de poder continuar ouvindo isso até virar um homem velho.

9. Qual foi a produção mais desafiadora pra você até hoje? E qual foi a que você mais gostou?

Kikuchi: O projeto mais desafiador para mim foi Kaguya-sama. Eu realmente gosto de comédias, então foi bem desafiador, mas também divertido de se criar. Já meu projeto favorito foi Asterisk War. Através deste projeto, eu aprendi bastante sobre o processo de produção de animação. É uma obra que mudou a minha carreira.

10. Em média, quanto que um produtor de animação trabalha por dia? Parece ser um trabalho cansativo.

Kikuchi: Produtores não trabalham tanto assim. O trabalho mais importante do produtor é fazer uma estratégia para ganhar fãs, e atribuir uma staff que possa tornar isso possível. Eu gosto de elaborar planos, então eu nunca acho isso cansativo. Por outro lado, eu não gosto de trabalhos simples e repetitivos. 

11. Para encerrarmos, sinta-se à vontade para mandar uma mensagem aos leitores brasileiros!

Kikuchi: “Olá! Amigos in Brazil!”

Primeiro de tudo, obrigado à staff do Anicafé, e ao Sr. Santos, pela oportunidade de participar dessa entrevista!

Estamos tendo muitos desafios nos vindouros Visual Prison e Kaguya-sama third season. Caso esses desafios sejam finalizados com sucesso, e estamos trabalhando para isso, tenho certeza de que os fãs do Brasil ficarão surpresos também!

O mundo continua em uma situação difícil, mas estamos fazendo nosso melhor para prover entretenimento para todo o mundo. Aguardem!

“Muito obrigado!”

Encerramento

Gostaram? Comentem aí, vamos conversar. Nosso próximo material exclusivo já está em produção. E aí, o que mais gostaram dessa entrevista?

Leia mais artigos especiais do nosso site.
Visite os nossos parceiros! Nerd Sem ÓculosAnimeverso e Blog LD.

 

Posts relacionados

Mahou Shoujo: 5 animes subestimados de garotas mágicas

Wilson

Como os animes são feitos: funções diretamente ligadas à animação

Jacó Neto

Entrevista: Animador do J.C. Staff — Kenichirō Aoki [EXCLUSIVO]

Breno Santos
error: O conteúdo está protegido !!