Blog Editorial

Gotoubun no Hanayome: um pouco mais sobre a obra das quíntuplas

©Shounen Magazine/Negi Haruba

O gênero de harém com comédia sempre foi algo muito presente no meio otaku. Muitas dessas obras viraram “hits” que até hoje são falados aqui e ali, como Date a Live, Rosario plus Vampire e Highschool DxD.

Mas poucos são aqueles mangás que conseguem usar esse subgênero a seu favor para contar não só uma boa e divertida história, como também tentar entregar alguma mensagem a mais em cima dela.

E é isso que mais me chamou atenção quando comecei a ler Gotoubun no Hanayome ou, como veio ao Brasil, As Quíntuplas. Um mangá que consegue ser diferente de seus parentes de gênero e surpreender positivamente o leitor.

Sobre sua história e o que ela tenta passar
©Shounen Magazine/Negi Haruba

Todo harém que se preze vai, quase obrigatoriamente, ter várias personagens sendo apresentadas ao protagonista conforme a progressão dos atos. E é claro, Gotoubun no Hanayome não é diferente.

Logo no início nos apresentam de cara as cinco supostas “pretendentes” de nosso protagonista, Uesugi.

As quíntuplas acabam se tornando alunas do melhor estudante da escola, Fuutarou Uesugi. Isso se dá essencialmente para que elas finalmente pararem de tirar notas vermelhas e possam passar de ano.

Por ter problemas financeiros e querer ajudar sua irmã e seu pai, Uesugi aceita a proposta do pai das garotas e terá que encarar os problemas de lidar com: Ichika, Nino, Miku, Yotsuba e Itsuki.

Por mais que não pareça de primeira instância, Gotoubun consegue surpreender o leitor dentro dessa premissa inicial. Durante a obra, vemos um desenvolvimento muito bom, tanto da ideia de que em algum momento elas irão gostar do Fuutarou, tanto de que uma delas será a noiva dele no futuro.

Essa brincadeira de você não conseguir adivinhar quem é a noiva porque todas as garotas são idênticas, é algo que Negi, autor da obra, faz de forma muito hábil e crescente ao longo da história, sempre entregando pistas sobre a dita noiva.

Mas, o que realmente agrada aos olhos nesse mangá é justamente a jornada até esse resultado final.

O uso do desenvolvimento dos personagens

O crescimento dos personagens, suas interações e até o objetivo inicial de Fuutarou ser tutor particular, tudo isso cresce de uma forma bem natural. E esse crescimento fala muito sobre maturidade, individualidade e planos para o futuro.

A ideia de passar isso através de um harém, que são obras que normalmente são subestimadas nesse ponto, é algo surpreendente e que é feito de forma muito boa.

Com isso, o autor soube intercalar e brincar com os clichês do subgênero para criar uma obra significativa do início ao fim.

Sobre seus personagens
©Shounen Magazine/Negi Haruba

Como dito acima, os personagens da obra crescem de forma muito natural ao longo da narrativa, sempre em crescimento e aprendizado com seus erros.

Cada uma das garotas e o Fuutarou, possuem arcos bem divididos e bem intercalados entre si, mostrando que os acontecimentos impactam umas as outras.

Vemos desde Ichika percebendo que pode ser ela mesma e não precisa mentir sobre seus sentimentos para suas irmãs, quanto Yotsuba vendo que pode pensar em um futuro só seu, porque suas irmãs também farão o mesmo.

Cada tema carregado por uma das cinco sempre intercala com a ideia de que elas são irmãs gêmeas e o mangá sempre tenta te mostrar como família é algo importante, como elas sempre estarão ali umas pelas outras.

Fuutarou também não decepciona como protagonista, fugindo totalmente do arquétipo padrão desse tipo de gênero.

Ele é proativo, sempre tentando ajudar as garotas que são suas alunas e, mesmo sem notar, consegue fazer o papel de tutor muito bem, dando coragem e incentivo para elas melhorarem. Ele é aquele tipo de protagonista que cada vez mais, vai conquistando o respeito do leitor.

Conclusão
©Shounen Magazine/Negi Haruba

Gotoubun no Hanayome foi um mangá que me conquistou muito conforme eu lia, me deixando bem surpreso de como Negi era um autor dedicado ao que quer contar com sua história.

Como vamos receber mais uma adaptação em anime, dessa vez em filme, tente dar uma chance a obra, seja seu anime ou mangá.

Com certeza você também vai se surpreender.

Veja mais recomendações

Visite os nossos parceiros! Nerd Sem Óculos, Animeverso e Blog LD

Posts relacionados

Bleach: as Bankai mais esperadas da nova temporada

Bruno Valentim

Eighty-Six: conheça um pouco sobre Vladilena Milizé

Marcelo Almeida

AnoHana: um pouco sobre o famoso anime

Wilson
error: O conteúdo está protegido !!