Blog Editorial

Por trás do Autor: Hideaki Anno

Hoje estamos estreando um novo quadro aqui no AniCafé. Uma série de textos publicados de tempos em tempos com informações e recomendações de grandes autores e diretores da indústria.

Nesse quadro, apresentaremos para vocês um pouco mais das grandes mentes por trás das obras que tanto amamos.

Assim, para começarmos esse quadro, que tal ninguém mais, ninguém menos, do que uma das maiores mentes por trás de direção audiovisual nipônica?

Enfim, seja em animes ou live actions, conheça o famoso diretor Hideaki Anno, pai de Neon Genesis Evangelion e principal diretor da falecida Gainax.

A história de Hideaki Anno
©Hideaki Anno na Tokyo International Film Festival, 2014

Anno, nascido em 22 de junho de 1960, contando atualmente com 61 anos, nasceu e cresceu na cidade de Ube em Yamaguchi. Durante a infância, já demonstrava grande talento artístico, coisa que fora notada pelos seus professores.

Seu primeiro trabalho como animador foi durante a adolescência, enquanto cursava a Universidade de Artes de Osaka, animando a série de Super Dimensional Fortress Macross.

Durante aquela época, ele e seus colegas também animaram Daicon III and IV Opening Animations, um curta de 8 minutos.

Entretanto, mais tarde, Anno deixa a universidade por estar enfrentando alguns problemas financeiros, já que estava também dirigindo alguns filmes independentes.

Naquele ano, Anno se junta ao mestre Hayao Miyazaki em Nausicaä of the Valley of the Wind, trabalho que rendeu a ele toda a notoriedade que merecia.

Já em dezembro de 1984, mesmo ano do lançamento de Nausicaä, Anno se tornou o co-fundador do estúdio Gainax, onde faria a maioria de seus maiores trabalhos e influências, incluindo, claro, Neon Genesis Evangelion. 

Seu primeiro trabalho como diretor no estúdio foi em Royal Space Force: The Wings of Honnêamise (1987).

Entretanto, no ano de 1991, infelizmente Anno acabou caindo em uma grande depressão, que perdurou até 1995, ano em que Evangelion nasceria.

Os problemas clínicos do homem foram grande inspiração e talvez, até mesmo, espelho para construir a maioria das cenas e personagens do anime. Tornando a obra quase um diário de alguém que tentava escapar da tristeza.

O que o ajudou a superar a doença foi sua esposa, a mangaká Moyoko Anno, fato que mais tarde, em 2021, veríamos como inspiração para Rebuild of Evangelion: Thrice Upon a Time.

Suas melhores obras
©Gainax/Hideaki Anno/Yamaga Hiroyuki

Agora, para recomendarmos alguns trabalhos dessa grande mente, fora os já citados anteriormente, que tal começar com um dos maiores clássicos do estúdio Gainax? Lembrado até hoje e ainda influenciando muitos outros diretores, Top Wo Nerae! Gunbuster.

Os OVAs de 6 episódios contam a história de Noriko Takaya, garota que entra na academia de pilotos para lutar contra a raça alienígena dos “Space Monsters”. Desse modo, na academia, é confrontada por pilotos mais talentosas e precisa se virar apenas com trabalho duro, esforço e a tutela do Treinador.

Gunbuster é um clássico maravilhoso, muitíssimo bem cuidado, visto que Anno fez desde a direção até os storyboards. Um anime excelente que vai te agradar, mesmo que não seja fã do gênero de mecha. Suas personagens e animação são carismáticas até hoje.

Re:Cutey Honey
©Gainax/Toei Animation/Hideaki Anno/Go Nagai

Agora, falemos de um clássico dos mangás trazido para a mídia dos animes, a obra Re:Cutey Honey, baseada no mangá homônimo Cutey Honey, do grande Go Nagai.

A história é a mesma de seu mangá original; a organização terrorista chamada Panther Claw está aterrorizando o Japão, contudo, a única que pode impedi-los é a cosplayer Kisaragi Honey. Além disso, nossa protagonista é um experimento científico do Pr. Kisaragi, construída para combater o mau.

Re:Cutey Honey, como implicado no nome, é uma releitura do mangá feita em 3 episódios longos, dirigida por Anno.

Na obra, o diretor fez um trabalho maravilhoso, principalmente por ser grande fã de Go Nagai e já tê-lo visto como inspiração.

Por fim, vemos Anno usando suas técnicas para trazer todo o charme que a série e a personagem merecem, com uma animação exagerada e ótima de assistir.

Mahoromatic
©Gainax/Shaft/Bunjuro Nakayama

Por fim, para finalizar as recomendações de hoje, mais uma adaptação em anime de um mangá. Escrito por Nakayama Bunjuro e ilustrado por Ditama Bow, Mahoromatic, Anno ficou responsável pelo storyboard da adaptação.

A história fala sobre Mahoro, uma android criada para enfrentar uma invasão alienígena em prol da agência Vesper, que após vencer inúmeras batalhas tem pouco tempo sobrando de ativação.

Assim, para preservar sua energia por até 1 ano, Mahoro é mandada para viver como a maid de Suguru, um jovem comum e bagunceiro, que a fará se sentir humana pela primeira vez.

Desse modo, se você curte uma comédia romântica, com aquela pequena pitada de ecchi e muitos personagens carismáticos, esse anime foi feito para você.

Uma história muito gostosa de acompanhar, tendo um ótimo uso da parceria entre Gainax e Shaft, equilibrando bem a loucura de um e a excentricidade do outro.

Além disso, a direção e o ritmo em que se desenvolve a história não deixam que fiquemos entediados, mas sim, querendo ver mais.

Veja mais recomendações.

Visite os nossos parceiros! Nerd Sem Óculos, Animeverso e Blog LD

Posts relacionados

Bleach: conheça mais sobre Rukia Kuchiki

Bruno Valentim

Conheça um pouco mais sobre Blue Period

Ingrid Raisa

Temporada de Inverno 2022: 5 títulos promissores

Ingrid Raisa
error: O conteúdo está protegido !!