Análises Editorial

Kimetsu no yaiba: como a trilha sonora impactou o anime

©Ufotable/Koyoharu Gotōge

Kimetsu no Yaiba é uma obra que é linda em todos os aspectos de se assistir, apresentando uma história bem desenvolvida e uma trilha sonora de arrepiar qualquer pessoa. Com a estreia do filme Mugen Train nesse ano de 2021, além da nova temporada estreada na temporada de Outono, não podemos deixar de falar do impacto que a trilha sonora dessa obra nos causa.

Hoje iremos trazer uma análise de como a Trilha sonora de Kimetsu no Yaiba torna a obra ainda mais interessante.

Aberturas

A primeira temporada nos trouxe a música Gurenge da renomada cantora LiSA como abertura. Uma música agitada, animada, que nos traz a sensação de aventura, de uma busca por algo.

Essa característica está presente no primeiro arco do anime, com a busca de Kamado Tanjiro em se tornar um caçador de demônios. Vemos o protagonista nesse primeiro arco se agarrando à única coisa que tem, sua irmã, em uma busca de torná-la humana novamente.

A segunda abertura do anime, aquela que marca o arco Mugen Train no anime, já é um pouco mais densa e dramática.

A música Akeboshi, também da cantora LiSA, nos traz a sensação de batalha, de uma luta sendo travada, quase como uma música que pressagia momentos difíceis, o que de fato ocorre nesse arco. Vemos retratada aqui, toda a tensão e drama por estarem os personagens dentro do trem demônio. Tanto a batalha, como o seu resultado, estão repletas de tensão e apreensão pelo que virá depois. O fim desse arco é marcante, e a abertura carregou todo esse sentimento desde o início.

Trilha sonora
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

Desde a sua primeira temporada em 2019, Kimetsu no yaiba nos presenteia com verdadeiras obras de arte musicais. Foram duas pessoas responsáveis pelas OST do anime, o compositor Go Shiina e o produtor musical Yuki Kajiura. O trabalho que fizeram na obra foi de arrepiar, e não apenas pelos motivos que os espectadores costumam pensar.

Durante os episódios, a OST apresentou músicas compostas por solos de guitarra ou de bateria em ritmo lento, calmo, inocente, também vemos a presença de um piano ou violino aqui e ali.

A qualidade das músicas é quase divina, gradualmente adicionando elementos para aumentar a música, tornando-a mais intensa e mais complexa, de modo que nunca se perde a energia controlada. E é esse cuidado que dá às cenas um grande impacto no espectador.

Uma dos maiores características das OSTs é como as músicas tem o poder de levar o ouvinte à uma jornada de imersão.

Nenhuma música segue o mesmo ritmo por muito tempo. Vemos sempre sendo acrescentado mais instrumentos, seja um choque de pratos ou cantores de ópera no fundo, o que transforma o tom da cena completamente.

Às vezes, sem que percebamos, a música muda imediatamente  trazendo uma atmosfera invisível que só os músicos conseguem criar. Esse é um dos pontos que tornam a trilha sonora de Kimetsu no yaiba tão marcante e épica.

Episódio 19
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

Uma das canções mais populares da OST de Kimetsu no yaiba é a trilha sonora de um dos maiores momentos que cercaram o episódio 19, tendo a música elevado o momento para um nível totalmente novo até então.

Kamado Tanjiro no Uta é a música de encerramento do lendário episódio 19, cantada pela talentosíssima Nami Nakagawa, que já trabalhou com Go Shiina no tema de encerramento de Gyo: Tokio Fish Attack (OAV).

A música é bastante especial já que está conectada a um dos maiores momentos, não só do episódio, mas um dos maiores momentos do anime. Utilizada no momento em que os irmãos Kamado mostram ao demônio Rui que o vínculo entre eles jamais será cortado. Em um momento único e belo, logo quando o dragão da água de Tanjiro se transforma em fogo enquanto os irmãos derrotam o poderoso demônio aranha.

Essa música começa calma e lenta, com um solo de piano e apenas a voz da cantora Nami Nakagawa. Em seguida, aos poucos, se acrescentam outros instrumentos, mas sem que se perca sua solenidade.

Vemos a música crescer até chegar no ápice, com mais potência, mais força, e mais vozes no fundo, completando a composição dramática e de superação da cena. Isso nos permite sentir a intensidade do momento não apenas pela visão, mas também sentir na alma pela audição.

Arco distrito de entretenimento
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

Recentemente tivemos a estreia da nova temporada de Kimetsu no Yaiba, e com ela uma OST envolvente e que nos arrebata.

A nova abertura desse arco é composta pela música Zankyou Zanka, da cantora Aimer. Uma música que traz a sensação de novas aventuras, mais animada. A música aparenta prometer tempos mais fáceis, mas sabemos que, se tratando de Kimetsu no Yaiba, as coisas serão bem difíceis, mas ainda assim ela nos traz esperança.

Como ainda não vimos grandes cenas de lutas e confrontos, a trilha sonora se mantém num ritmo mais contido, com uma ideia de música tradicional do Japão, mantendo a qualidade do arco anterior.

Com esse arco que está apenas começando, teremos ainda muito para falar e, claro, muito para sentir.

Mas desses dois primeiros episódios que lançaram já podemos perceber que virá muita luta e tensão pela frente, grandes empates épicos e uma OST inesquecível.

Conclusão
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

Kimetsu no Yaiba é simplesmente épico. Marcado pelas suas OSTs envolventes, que nos fazem sentir toda a emoção que a as cenas têm que retratar, nos fazendo arrepiar. A cada luta, a cada descoberta, a cada nova aventura, vemos a trilha sonora fazer o ritmo e o peso de cada momento. É impossível não se emocionar.

Esse é um ponto a se prestar atenção nessa nova temporada, já que com certeza iremos ter novas músicas e lutas marcantes, que farão qualquer fã de anime ir a loucura. E já adianto, nesse novo arco estarão presentes novos personagens serão cheios de camadas e nuances completamente novos. E, sem dúvidas, as músicas acompanharão cada uma dessas nuances.

Veja mais análises!
Visite os nossos parceiros! Nerd Sem ÓculosAnimeverso e Blog LD.

Posts relacionados

Anicafé indica: Tearmoon Teikoku Monogatari

Marcelo Almeida

Dr. Stone: 4 momentos inesquecíveis da 1ª temporada

Wilson

Love is an Illusion: conheça um pouco sobre a obra

Ingrid Raisa
error: O conteúdo está protegido !!