Blog Editorial

Kimetsu no Yaiba: conheça mais sobre as técnicas de respiração

©Ufotable/Koyoharu Gotōge

Kimetsu no Yaiba é, sem dúvidas, um dos melhores animes dessa geração. Tanto a história quanto os personagens são muito bem desenvolvidos, uma verdadeira obra de arte.

Desse modo, partimos para outro aspecto da obra que é muito importante no decorrer da história: as técnicas de respiração usadas pelos caçadores.

AVISO! Esse artigo contém spoilers do mangá de Kimetsu no Yaiba.

Sobre as respirações

Inicialmente, os caçadores criaram diversas formas para enfrentar os demônios e a principal delas é a lâmina Nichirin. Uma lâmina produzida a partir de um metal especial que consegue absorver a luz do Sol e, com isso, permite captar os demônios.

Dessa forma, juntamente com essa lâmina, o primeiro Caçador de demônios, Yoriichi Tsugikuri, desenvolveu um estilo de combate com as espadas, predecessor de todos os outros, os estilos de Respiração.

Desse modo, a principal fonte desse estilo é, como o próprio nome diz, a respiração. Aqui o usuário se concentra e absorve bastante oxigênio, conseguindo ficar mais rápido e mais forte.

Respiração do sol
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

Esse foi o primeiro estilo de respiração criado, mas que acabou sendo “esquecido” pelos caçadores por não existir nenhum usuário do estilo. Um estilo criado por Yoriichi Tsugikuri, que o modificou para se adequar aos indivíduos que ensinou.

Ademais, no decorrer da história de Kimetsu no Yaiba, descobrimos que a dança do Deus do fogo (Hinokami Kagura), uma dança ritualística passada de geração em geração pela família Kamado é na verdade a respiração do Sol.

Esse estilo foi inicialmente criado a partir de 12 técnicas conectadas uma com a outra, aperfeiçoadas por Yoriichi Tsugikuri que, ao usá-las continuamente, criou a Décima terceira forma.

Assim, isso só é descoberto pelo Tanjiro ao usar todas as “danças” que ele aprendeu com o pai continuamente, já que até então, a Décima terceira forma era uma lenda.

Enfim, essa dança faz parte do ritual praticado pela família Kamado, em que os usuários da respiração oferecem ao Deus do Fogo a dança, que duraria do pôr do sol até o nascer do sol.

Ademais, o estilo possui 13 formas, mas deixaremos para apresentá-las melhor em textos futuros.

Respiração da Água
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração da água foi a primeira a aparecer no anime. Conhecida como a mais comum entre os caçadores de Demônios, principalmente por ter uma grande variedade de técnicas e por ser, teoricamente, a mais fácil dos novatos dominarem.

Seu principal usuário é o Pilar da Água, Tomioka, mas outros personagens também dominaram a respiração, como por exemplo: Kamado Tanjiro, Sakonji Urokodaki, Sabito, Makomo e Morata.

Além disso, sua principal característica é a fluidez de seus golpes, e originalmente possui 10 formas, porém, Tomioka acabou criando uma Décima Primeira forma.

Respiração da Flor
©Jump Comics/Koyoharu Gotōge

Derivada da respiração da Água, a respiração da Flor é criação de Kochou Kanae, irmã de Kochou Shinobu e Tsuyuri Kanao. Entretanto, por Shinobu já ter criado sua própria respiração, ela foi quem passou para Tsuyuri.

Essa respiração tem movimentos mais delicados, com muito giros e muita flexibilidade usando o corpo, o que facilita e potencializa o ataque. Além disso, no mangá vemos quatro formas e um estilo final, usados pela Kanao.

A forma final é muito poderosa, mas possui um grande risco ao usuário. A técnica aumenta a força dos globos oculares de seu usuário, permitindo que o caçador veja tudo em câmera lenta, e por conta disso, ao final, acaba cegando o usuário. Esse fato não permite que utilizem da técnica mais de uma vez.

Além disso, uma curiosidade acerca da respiração da Flor é que não vimos a primeira e a terceira forma, dando a entender que ainda está incompleta.

Respiração do Inseto
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração do Inseto é criação de Shinobu Kocho, uma vez que ela não possui força física para cortar a cabeça de um Demônio. Esse estilo se limita apenas a Shinobu, já que necessita da sua katana especial que tem uma ponta fina, igual a uma agulha, semelhante ao ferrão de um inseto tanto em função como em aparência.

E é com esse ferrão que Shinobu é capaz de injetar venenos de glicínia nos demônios.

Respiração da Serpente
©Jump Comics/Koyoharu Gotōge

A respiração da Serpente tem como usuário Obanai Iguro, o pilar da serpente. Assim como fica implícito pelo nome, esse estilo imita as serpentes e as cobras, seus movimentos e mordidas poderosas, e os reproduz com os movimentos, técnicas e habilidades do usuário.

A maioria das técnicas e formas apresentadas na obra são ataques indiretos e sinuosos, podendo atingir qualquer pessoa a qualquer distancia.

Respiração das Chamas
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração das chamas é umas das cinco principais respirações, que se derivam diretamente da respiração do sol. Esse estilo pertence á família Rengoku, passado de geração a geração, sendo eles membros da única família a usar esse estilo, que seria o mais próximo da respiração do sol.

Ademais, essa respiração possui nove formas, porém só cinco aparecem na obra.

Respiração do Amor
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração do Amor é uma das respirações desenvolvidas a partir da respiração do Sol, sendo usada pela hashira Mitsuri Kanroji. Mas, diferente das outras técnicas baseadas em elementos naturais, ela se baseia em uma emoção, o amor.

Todas as formas dessa respiração são semelhantes ao manejo de um chicote, se utilizando da flexibilidade sobre-humana, destreza, agilidade e velocidade.

Ela conta com seis formas, entretanto não vimos a quarta forma no decorrer da obra.

Respiração do Trovão
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração do trovão, utilizada por Zenitsu, foi um estilo ensinado pelo seu avô. É um dos principais Estilos de Respiração da obra, focando-se em golpes rápidos, o que utiliza muita força das pernas.

Além disso, ela possui originalmente seis formas, sendo a primeira a principal para dominar as outras formas, e uma sétima foi criada pelo Zenitsu.

Respiração do Som
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração do som é utilizada pelo hashira Tengen Uzui, sendo seu único usuário, pois para a sua execução é necessário um tipo especial de lâminas Nichirin que apenas ele tem, que são mais largas que o normal. Uma respiração derivada da respiração do trovão.

Na obra foram apresentadas apenas 3 formas, porém a respiração do sol tem no mínimo 5 formas.

Respiração da Pedra
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração da pedra é utilizada pelo hashira Gyomei Himejima, e ela imita a terra e a pedra, a sua robustez e fortificaçãon do sólido. Assim, a maioria das formas dessa respiração utilizam o solo e os arredores para potencializar tanto o ataque quanto a defesa.

Respiração do Vento
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração do vento é uma das cinco principais respirações, sendo seu principal representante o hashira Sanemi Shinazugawa. Esse estilo aproveita o ar para gerar potentes rajadas de vento e seus golpes.

Além disso, na maioria das vezes, tem o formato de ciclone.

Respiração da Névoa
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração da névoa é derivada da respiração do vento, sendo usada pelo hashira Muichiro Tokito. A maioria dos ataques dessa respiração consiste na utilização de ataques rápidos e movimentos ocultos, capazes de confundir e desorientar o oponente.

Respiração da Besta
©Ufotable/Koyoharu Gotōge

A respiração da besta é derivada da respiração do vento, tendo sido criada por Inosuke, único usuário dessa técnica. Ele nomeia as formas de “presas”, uma maneira diferente de chama-las, remetendo à ideia de besta.

Respiração da Lua
©Jump Comics/Koyoharu Gotōge

A respiração da lua é uma das mais poderosas respirações apresentadas em Kimetsu no Yaiba. Ela é oposta à respiração do Sol, uma vez que o usuário criador dessa técnica, Kokushibo, é irmão de Yoriichi.

Kokushibu era um caçador de demônios, como seu irmão, antes de ser transformado em Oni pelo Muzan. Ele é o único usuário dessa técnica, mas algumas se desenvolveram a partir dela.

Ademais, Kokushibu, após sua transformação, ainda continuou sendo capaz de usar sua respiração, a aprimorando com o passar dos séculos.

Conclusão

Enfim, com isso temos um resumo, não tão pequeno, das respirações que temos em Kimetsu no Yaiba.

Ainda temos muito para se falar sobre elas, mais especificações das formas e da história de cada uma delas, mas isso fica para outro post sobre cada respiração isoladamente.

Veja mais recomendações

Visite os nossos parceiros! Nerd Sem Óculos, Animeverso e Blog LD

Posts relacionados

Bleach: conheça mais sobre Rukia Kuchiki

Bruno Valentim

Eighty-Six: conheça um pouco sobre Vladilena Milizé

Marcelo Almeida
error: O conteúdo está protegido !!