Blog Editorial

Mahou Shoujo: 5 animes subestimados de garotas mágicas

©Studio Gokumi/Seiji Kishi/Makoto Uezu

Quando se fala em garotas mágicas, existem aqueles títulos que logo vêm à mente de todo mundo: Sailor Moon, Cardcaptor Sakura, Madoka Magica e a franquia Pretty Cure.

Sem dúvida, essas são obras essenciais para o gênero mahou shoujo, mas ele é muito mais amplo do que isso e existem muitas outras histórias que merecem uma chance.

Se você quer conhecer garotas mágicas além das mais famosas, aqui estão 5 mahou shoujo que foram subestimados ou esquecidos com o tempo.

Shugo Chara!
©Satelight/Peach-Pit

No final dos anos 2000, Shugo Chara! foi um sucesso avassalador, tanto comercialmente quanto de crítica. Mas, com o passar dos anos, ele foi injustamente sendo esquecido.

Talvez isso se dê por conta de sua premissa um pouco estranha. Amu Hinamori é uma garota que possui uma imagem descolada na escola, mas na verdade ela é tímida, atrapalhada e não sabe expressar sua personalidade.

Um dia, aparecem três “ovos chara” em sua cama e, quando eles chocam, nascem seus três Espíritos Guardiões, que têm a missão de ajudar Amu a encontrar sua verdadeira personalidade. Além disso, existe uma organização do mal tentando roubar os ovos chara de outras crianças e cabe à Amu impedi-los.

Apesar da história maluca, Shugo Chara! se mantém uma obra simples, cujo ponto forte está no seu vasto elenco de personagens cativantes, cada um com inseguranças e motivações próprias.

Tokyo Mew Mew
©Studio Pierrot/Mia Ikumi/Reiko Yoshida

Se você procura um anime com um grupo de garotas que combatem o mal ao estilo de Sailor Moon e Precure, a sua busca terminou. Tokyo Mew Mew (ou As Super Gatinhas) segue à risca essa fórmula.

Ichigo Momomiya é uma estudante comum que, junto de outras quatro meninas, teve seu DNA fundido a um animal ameaçado de extinção. Agora, as cinco têm de usar seus poderes para derrotar um grupo de alienígenas que quer dominar a Terra.

Tokyo Mew Mew abusa de todos os clichês do gênero, mas faz isso com tanto charme que é difícil de resistir. Entretanto, o excessivo foco na vida amorosa de Ichigo deve frustrar quem espera algo com mais ação.

A boa notícia é que, após duas décadas esquecida, a franquia voltará a ficar em evidência devido ao seu reboot, Tokyo Mew Mew New, anunciado para julho deste ano.

Yuki Yuna Is a Hero
©Studio Gokumi/Seiji Kishi/Makoto Uezu

Após o sucesso de Puella Magi Madoka Magica, surgiram inúmeros animes de mahou shoujo com temas mais maduros e subversivos. A maioria deles não deu muito certo, mas pelo menos um conseguiu destacar.

Em Yuki Yuna is a Hero, Yuki e suas amigas fazem parte de um “clube de heróis” na escola, com o objetivo de ajudar as pessoas. Um dia elas são transportadas para um mundo mágico e recebem o poder de se transformarem em garotas mágicas a fim de proteger a árvore divina Shinju.

Tudo indica ser a típica história de garota mágica e, de fato, o anime mantém um clima leve por um bom tempo. É apenas na reta final que acontece uma reviravolta e as garotas descobrem que estavam sacrificando muito mais do que se imaginava.

Sugar Sugar Rune
©Kodansha/Moyoco Anno

Quando a consagrada autora de títulos josei Moyoco Anno resolve criar um mangá de garotas mágicas, você pode ter certeza que será um dos melhores do gênero.

Sugar Sugar Rune acompanha a vida de duas amigas bruxas, Chocolat e Vanilla, que são candidatas ao posto de rainha do Mundo Mágico. Para isso, elas precisam ir para o Mundo Humano capturar corações de cristal que representam os sentimentos de alguém por você. Quem coletar mais, é a nova rainha.

O mangá aborda temas como política, xenofobia e papéis de gênero, mas não é uma obra dark ou subversiva. Pelo contrário, o que encanta é a forma da autora trazer mensagens fortes e ainda manter a história fofa e cativante.

O anime, apesar de ter seu charme, segue por um caminho bem diferente e, na tentativa de ser mais parecido com um mahou shoujo tradicional, acaba deixando de lado muita coisa que torna o mangá único.

Princess Tutu
©Hal Film Maker/Junichi Sato/Shougo Kawamoto

Muito mais do que um bom anime de garota mágica, Princess Tutu é um dos melhores animes já feitos.

Trata-se da história de Ahiru, uma pata que ganhou forma humana e a tarefa de encontrar os pedaços do coração do príncipe Mytho, por quem é apaixonada. Para isso, ela se transforma na bailarina mágica Princess Tutu.

Se você tiver de escolher apenas um anime para te mostrar o quão bom o gênero mahou shoujo pode ser, Princess Tutu é esse anime.

Ele lida com debates complexos como livre-arbítrio e predestinação, mas faz isso de maneira sensível e quase lírica. Recomendação certa para qualquer um que goste uma história envolvente.

Veja mais recomendações.

Visite os nossos parceiros! Nerd Sem Óculos, Animeverso e Blog LD

Posts relacionados

Bleach: as Bankai mais esperadas da nova temporada

Bruno Valentim

Análise: Horimiya

Christian Alves

Komi-san: conheça as referências dos nomes dos personagens

Marcelo Almeida
error: O conteúdo está protegido !!