Blog Editorial

One Piece: o que faz da obra tão especial

Toei Animation/Eiichiro Oda

Uma das franquias mais conhecidas e vendidas do mundo, dentro e fora do mundo otaku é, sem dúvidas, One Piece. A obra de Eiichiro Oda, já conquistou e ainda conquista milhões e milhões de fãs desde seu lançamento em 1997.

Dentro da sua “fanbase”, grande parte sempre comenta como a obra é “a melhor de todas”, “o quanto ela mudou minha vida” e “o quanto ela é especial para mim”.

É uma obra marcante que encanta gerações e ainda vai encantar outras no futuro, conforme ela ainda lança seus capítulos.

Mas, o que realmente torna One Piece tão especial assim? O que faz ele ser esse quase magnum opus dos mangás shounen?

Hoje, vamos falar justamente disso: o que fez da história de Luffy, o pirata que estica, tão memorável.

O que compõe sua narrativa
Toei Animation/Eiichiro Oda

A história de One Piece, provavelmente, é uma das mais conhecidas do universo dos shounen, junto de Naruto e Dragon Ball.

Luffy quer se tornar o Rei dos Piratas e para isso, ele terá de cruzar o mundo para encontrar o One Piece e formar sua tripulação para desafiar todos os outros. Mesmo sem detalhes, todo mundo sabe desse básico. Mas se a trama do mangá fosse apenas isso, ele talvez não fosse o sucesso que é hoje.

O ponto principal que torna One Piece memorável, além de claro, “seu tempo infinito” para desenvolver tudo que trata, é o cuidado em abordar de forma entendível seus vários temas políticos e de igualdade, além de trazer objetivos e sonhos.

Qualquer um consegue se comover e entender bem as mensagens dos arcos, que são amarradas com cargas emocionais muito grandes.

Praticamente, todos os personagens, até os vilões, tem seus momentos, sendo possível entender seus objetivos e compadecer com a grande maioria deles.

Outra coisa também corroborada por seus vários capítulos, é a construção de seu mundo, sendo sem sombra de dúvidas um dos universos mais vastos que um mangá shounen poderia ter. Tudo é muito vasto, de modo a encantar quem lê ou assiste.

As leis, o Governo Mundial, as várias trupes de piratas e principalmente os mistérios, são o que mais te mantém engajado nas descobertas que acontecem.

Toda essa combinação de mistérios ainda para serem resolvidos, um mundo vasto que é explorado constantemente e de forma muito concisa, é o que fazem a trama que Eiichiro Oda escreve tão especial.

O cuidado e o carinho que o autor tem são palpáveis, levando o leitor a se sentir acomodado e abraçar a história. Mas claro, ela não teria metade do peso que tem sem nosso próximo tópico.

O que compõe seus personagens
Weekly Shounen Jump/Eiichiro Oda

O que dizer dos personagens de One Piece? Em todo lugar por aí, você sempre vai ver alguém adorando vários deles, principalmente o Bando do Chapéu de Palha.

Todos eles são, minimamente carismáticos, ainda mais por ser através deles que acompanhamos a história.

O que faz os personagens em One Piece parecerem mais únicos, ou pelo menos serem muito queridos pelos fãs, é seu apelo emocional. Cada um deles tem pelo menos 1 arco focal, no qual protagonizam seus conflitos ou ideais, até mesmo se voltando uns contra os outros se necessário.

Fazer você gostar de um personagem e depois apresentá-lo em um conflito enorme, até o jogando contra o resto da tripulação, te fazem sentir muitas coisas em relação a ele.

Mas claro, One Piece não depende apenas de seus protagonistas. Seus figurantes e vilões também são memoráveis.

Há vários arcos onde o principal é justamente algum figurante que guia o Bando por alguma ilha ou país e os apresenta seu conflito do momento.

O mesmo carinho que Oda apresenta para com a trama, ele tem o dobro com seus personagens. Nenhum é esquecido de escanteio, eles sempre voltam (mesmo que demore) e ele entende o que eles significam para o mundo e para o leitor.

Caso você ainda não tenha adentrado o mundo de One Piece, não se assuste com o número de capítulos ou episódios. Tome seu tempo e aproveite essa jornada maravilhosa, com certeza não vai se arrepender.

Veja mais recomendações
Visite os nossos parceiros! Nerd Sem Óculos, Animeverso e Blog LD

Posts relacionados

Subgênero Isekai: conheça o gênero com algumas obras marcantes

Bruno Valentim

Análise: Dr. Stone – Stone Wars

Matheus Boruto

Me Apaixonei pela Vilã: um pouco sobre a nova light novel da NewPop

Bruno Valentim
error: O conteúdo está protegido !!