Blog Editorial

Shokugeki no Souma: 5 pratos mais icônicos da obra

©J.C.Staff/Shun Saeki/Yuuto Tsukuda/Yuki Morisaki

Impossível falar de Shokugeki no Souma sem lembrar daquelas comidas de dar água na boca. Era um prato mais bonito que o outro, um mais criativo que o outro, e para nós só restava a certeza de que se tentássemos repetir aquilo em casa o resultado não seria o mesmo.

Pois é melhor que vocês não estejam com fome, porque neste post iremos relembrar os cinco pratos mais icônicos de Shokugeki no Soma.

Porco Assado, Só Que Não
©J.C.Staff/Shun Saeki/Yuuto Tsukuda/Yuki Morisaki

Yaeko Minegasaki, uma poderosa mulher de negócios, queria fechar o Restaurante Yukihira para poder construir um condomínio. Então, ela propõe a Soma um desafio: se ele não fizer um prato que a satisfaça, o restaurante será fechado.

Soma aceita o desafio, mas é vítima de sabotagem e encontra toda a carne do restaurante estragada. Como Minegasaki pede especificamente um prato com carne, Soma improvisa com os ingredientes que tem a mão e cria o “Porco Assado, Só Que Não”.

Trata-se, na verdade, de batata enrolada em grossas tiras de bacon. E, claro, Minegasaki e seus funcionários acabam sucumbindo ao sabor do falso porco assado e Soma ganha o desafio.

O primeiro grande prato de Shokugeki no Souma já nos dava uma ideia de como a obra funcionaria: Soma, subestimado e em situação de desvantagem, usa sua criatividade e surpreende com pratos inovadores.

Terrine Arco-Íris
©J.C.Staff/Shun Saeki/Yuuto Tsukuda/Yuki Morisaki

Logo que chegou na Totsuki, Soma formou uma forte amizade com Megumi Tadokoro, uma garota com talento para cozinha, mas pouca autoestima.

Durante uma tarefa no Acampamento de Treinamento, Tadokoro precisa criar um terrine de nove vegetais seguindo uma receita específica do chef Kojiro Shinomiya, mas a ela só sobram os ingredientes podres. Ela consegue contornar a situação com sua criatividade, mas por desviar da receita, Tadokoro é reprovada e prestes a ser expulsa da escola.

Achando a situação injusta, Soma desafia Shinomiya para um shokugeki, ou seja, um duelo culinário para impedir a expulsão da amiga. No dia do shokugeki, Tadokoro e Soma apresentam o Terrine Arco-Íris, que mistura o sabor de diferentes vegetais para criar uma sensação aconchegante.

O Terrine Arco-Íris não foi suficiente para vencer o duelo, entretanto, quando Shinomiya prova o prato percebe o quanto está estagnado, diferente da jovem Tadokoro, e decide aprová-la.

Rolinho de Karaage
©J.C.Staff/Shun Saeki/Yuuto Tsukuda/Yuki Morisaki

Durante as férias, Soma volta para casa e descobre que o distrito comercial de Sumire já não é mais o mesmo e está pouco movimentado. Isso se deve à existência de uma lanchonete concorrente ali perto, famosa por seu karaage, um lanche japonês feito com frango frito.

Soma então recruta a ajuda de Ikumi para pensarem em algo que faça a clientela voltar ao distrito comercial. Dessa vez, Soma deve pensar não apenas no sabor da comida, mas também em estratégia e viabilidade comercial.

Após várias tentativas, eles finalmente criam o Rolinho de Karaage. Ele é rápido de fazer e, por ser leve e portátil, é uma opção perfeita para os estudantes e executivos que passam pelo distrito ao fim da tarde e podem comê-lo enquanto voltam para casa.

Le Plat Véritable – Ao Estilo Filha Delinquente
©J.C.Staff/Shun Saeki/Yuuto Tsukuda/Yuki Morisaki

Apesar de ser uma das personagens principais, vimos poucos pratos de Erina Nakiri durante toda a história, mas ainda assim todos eles foram memoráveis.

O mais famoso é com certeza o Eggs Benedict, o prato com ovos que ela preparou no Acampamento de Treinamento. Mas aqui, eu irei destacar a comida que ela fez no último episódio da quarta temporada, Le Plat Véritable.

Trata-se de um suculento peito de frango acompanhado de todos os petiscos nojentos de Soma, como os famosos tentáculos de lula, usados para fazer um prato delicioso. E como toque final, o acompanhamento é o tempero furikage à base de ovos que Soma criou para entrar na Totsuki.

Le Plat Véritable demonstra a evolução de Erina enquanto personagem, usando as técnicas e ingredientes que ela tanto rejeitava antes de se aproximar de Soma e dos outros alunos do Dormitório Estrela Polar. E, é com esse prato, que ela derrota a liderança autoritária do pai sobre a Totsuki.

Tentáculos de Lula Grelhados com Manteiga de Amendoim
©J.C.Staff/Shun Saeki/Yuuto Tsukuda/Yuki Morisaki

Claro que não poderíamos encerrar este post sem falar do prato mais icônico de Shokugeki no Souma. O único que apareceu na série do começo ao fim, os famosos Tentáculos de Lula Grelhados com Manteiga de Amendoim.

Todos os amigos de Soma provaram o sabor horrível e nojento dessa comida que o protagonista tanto se orgulha. Diferente dos outros pratos, esse nós somos sortudos de nunca termos comido.

Veja mais recomendações

Visite os nossos parceiros! Nerd Sem Óculos, Animeverso e Blog LD

Posts relacionados

Genêro Mecha voltando? O que tem de bom em 2021?

Bruno Valentim

Monogatari: um pouco sobre Hitagi Senjougahara

Marcelo Almeida
error: O conteúdo está protegido !!