Análises Editorial

Análise: Kaguya-sama: Ultra Romantic

©Akasaka Aka/A-1 Pictures

Kaguya-sama terminou sua terceira temporada e cá estamos nós para falar um pouco sobre como foi essa nova fase da obra.

Se as expectativas já estavam altas antes, depois do final dessa temporada só dá para dizer que o hype é mais de 8000!

A boa e velha staff dos sonhos

Desde a primeira temporada, Kaguya-sama vem se destacando pela qualidade da sua produção, tanto pela parte da animação, quando pela parte da direção.

Essa temporada não foi diferente e trouxe o que já tínhamos visto antes, mas tentando criar coisas novas.

A batalha de rap entre o presidente e a Fujiwara é um bom exemplo de como a staff do anime se diverte muito na hora de produzir os episódios e isso, por tabela, trás resultados maravilhosos para a gente.

Se já é difícil manter a qualidade em uma produção, quem dirá conseguir aumentar o nível dela. Mas parece que é isso que a staff de Kaguya-sama conseguiu fazer.

Tudo no anime conversa bem, fazendo com que mesmo sendo uma adaptação, a obra ainda tenha personalidade própria e seja algo único, trazendo uma experiência nova até mesmo para quem já leu o mangá.

©Akasaka Aka/A-1 Pictures
História bonita, história formosa

Mas nem só da staff vive o anime de Kaguya-sama.

É bem justo também dar os créditos para o autor do mangá, já que ele consegue entregar desenvolvimento e eventos que te mantém interessado na história do anime.

Essa temporada em questão tem um fator bem favorável ao seu lado, que é as expectativas sobre o romance.

Seja pelo Ishigami (ou Ishigod, como preferir), ou pela própria Kaguya, essa fase do anime te deixa sempre naquela expectativa em saber o que vai acontecer, se as confissões irão dar certo, como os personagens vão alcançar seus objetivos e onde isso vai acabar os levando.

Somado tudo isso ao fator técnico do anime, não tem como não ficar admirado em todo episódio e nem sentir o tempo passando enquanto assiste.

Personagens

Além disso, outra coisa que me agradou bastante nessa temporada foi o desenvolvimento dos personagens, em especial da Hayasaka.

Ela era uma personagem que me divertia bastante por conta do humor ácido, então foi muito bom vê-la recebendo mais atenção, expressando seus sentimentos em relação a Kaguya e sobre si.

Os demais personagens não ficam para trás e também tiveram sua cota de participação, como o Ishigami ganhando confiança, além daquela cena linda da Kaguya com o presidente no final da temporada.

A Fujiwara é a única que ainda continua na sua bolha de ignorância, mas esse é o personagem dela, e ser desenvolvida não é o foco principal pelo que parece.

©Akasaka Aka/A-1 Pictures
Romance do jeito que a gente gosta

Para completar, não podia deixar de falar do romance.

A situação do presidente com a Kaguya já vinha se encaminhando aos poucos, mas tudo ainda tinha aquele ar de competição.

Nessa temporada, no entanto, tudo foi resolvido e feito de uma forma que não tem como não ficar empolgado para saber como a relação dos dois vai continuar.

Os esquemas do presidente foram bem legais e a própria decisão da Kaguya de tomar mais iniciativas fizeram com que a última grande disputa entre os dois fosse muito boa.

Vale lembrar também que o Ishigami deve seu destaque nesse aspecto, tentando se aproximar mais da Tsubame e garantindo alguns episódios bem legais por conta disso.

Eu particularmente gostei da ideia dos dois juntos, então estou na expectativa para ver como isso vai se desenvolver (não destruam meus sonhos T-T).

©Akasaka Aka/A-1 Pictures
Considerações finais

Se as temporadas anteriores de Kaguya-sama já foram boas, essa conseguiu superar e entregar diversos desenvolvimentos, sejam nos personagens ou no romance.

Com o final do mangá se aproximando e a continuação já anunciada, só resta esperar para ver como essa bela obra vai terminar.

Descubra mais recomendações de nossa equipe.
Visite os nossos parceiros! Nerd Sem ÓculosAnimeverso e Blog LD

Posts relacionados

My Hero Academia: personagens que merecem mais destaque parte 2

Wilson

Fate series: um pouco sobre Gilgamesh

Matheus Boruto

Construção de Mundo: a importância para criação de um bom anime

Bruno Valentim
error: O conteúdo está protegido !!